Remédio para emagrecer, cuidado!

Vamos agora falar sobre um assunto sério e que, apesar dos inúmeros conselhos, muitas pessoas parecem que ainda não entenderam a gravidade da situação.

Dessa forma, continuam a fingir que tudo está normal e dentro dos conformes.

Estamos falando dos remédios para emagrecer!

Muitas dessas substâncias possuem muitos efeitos colaterais desagradáveis e outras podem levar ao vício permanente.

Vamos falar, nesse artigo, um pouco sobre os perigos desses medicamentos.

Exagero no consumo

Quando nos consultamos e o médico nos receita algum medicamento, ele especifica a quantidade e o período de tempo que devemos ingerir o mesmo.

Pois é, ele não diz esses valores aleatoriamente, isso tem a ver com seu peso, sexo, idade e outra série de fatores que ele leva em consideração.

É comum muitas pessoas que tomam remédios para emagrecer achar que não está acontecendo nada com o seu corpo.

Muitos por conta própria, aumentarem a dosagem ou diminuírem o intervalo entre uma pílula e outra.

O que pode acontecer na menor das hipóteses é o efeito pretendido não aparecer, e além disso, coisas BEM mais graves podem acontecer como:

  • Desmaios
  • Dores de cabeça
  • Vertigens
  • Infecções.

Além disso, por incrível que pareça o consumo de maneira desordenada pode trazer o efeito contrário, ou seja, ao invés da pessoa emagrecer ela engordar repentinamente.

Isso acontece por que os remédios para emagrecer, em geral mexem com os hormônios do nosso corpo, muitos deles interligados entre si.

Não é todo mundo que pode tomar remédios para emagrecer!

Apesar de muitos não se importarem com isso, é necessário uma série de exames para constatar se você está apto ou não para tomar esse tipo de medicamento.

Algumas pessoas nem é preciso de exames, de cara, são logo descartadas, são elas.

  • Mulheres grávidas
  • Crianças
  • Idosos
  • Doentes crônicos

Por favor, não insista, pode ser muito arriscado o consumo desse tipo de medicamento, em especial, para o público acima mencionado.

Como saber se os medicamentos não estão surtindo efeito?

Primeiramente, você deve ficar se pesando mas não de forma descontrolada, isso pode fazer mal para o seu psicológico e aí o remédio já terá motivos para não funcionar.

Se pese a cada uma semana, de início.

Se depois de 3 semanas não ouve perda de massa corporal isto já pode ser um sinal. Se após 5 semanas continua do mesmo jeito, desconfie.

Se depois de 7 semanas nada aconteceu, desista e parta pra outra.

Quais são os remédios para emagrecer mais indicados e os menos indicados?

Os mais indicados são os a base de produtos naturais como plantas, minerais, águas especiais, etc.

Assim, os menos indicados são os a base de hormônios, esses são indicados para casos bastante específicos embora muita gente consiga comprar e tomar por conta própria.

Em todo o caso, nunca tome por conta própria, consulte um nutricionista ou um médico especializado e veja se você realmente necessita disso.

Muitas vezes, algumas pílulas funcionam apenas como um complemento, mas o real esforço deve partir da alimentação e da prática de exercícios físicos.

Enfim, não adianta apenas tomar a pílula e esperar um milagre.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*